Telemedicina: o que é, como funciona e quais as principais vantagens

Telemedicina: o que é, como funciona e quais as principais vantagens

A telemedicina é, atualmente, a solução mais buscada por profissionais da saúde e, sobretudo, por pacientes para atendimento médico à distância em meio a pandemia do Covid-19. 

Afinal, sem poder ter contato, como conseguir fazer consultas médicas? A resposta é bem simples: usando a tecnologia a seu favor! 

Mas, o que muitos não sabem, é que a telemedicina vai muito além do momento atual de pandemia que o Brasil e o mundo está enfrentando. Trata-se também de diminuir a superlotação de hospitais.

De acordo com a Demografia Médica em 2018, existem dois médicos por mil habitantes no país. Pouco médico para muita gente, concorda? 

Por isso, a telemedicina veio também para facilitar o acesso a saúde. Melhorando a vida de médicos, e, principalmente, dos pacientes que procuram por assistência médica.

Afinal, com a tecnologia você pode estar em qualquer lugar do Brasil ou do mundo e, ainda assim, receber assistência médica.

Por isso, hoje, vamos mostrar do que a telemedicina é capaz, como ela funciona e quais as suas principais vantagens e de que forma você pode usar a ela a seu favor. Vamos começar?

O que é telemedicina?

A telemedicina é nada mais nada menos do que uma consulta médica à distância. 

Segundo a Resolução 2.227/18 regulamentada pelo CFM – Conselho Federal de Medicina, a telemedicina é considerada:

“O exercício da medicina mediado por tecnologias para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças e lesões e promoção de saúde.”

CFM – Conselho Federal de Medicina

Em outras palavras, é a medicina tradicional sendo colocada em prática de forma totalmente online e 100% digital. 

Com a telemedicina os profissionais da saúde conseguem atender seus pacientes por meio da tecnologia sem que ambos estejam lado a lado, fisicamente falando. Isso é bem interessante, não acha?

Seja de qualquer lugar do mundo, no conforto da sua casa, no ambiente de trabalho ou onde for, a telemedicina consegue dar todo o suporte e assistência médica necessária que um paciente precisa.

E, graças à telemedicina, é possível levar a medicina a qualquer lugar do mundo, aumentando assim, o acesso à saúde.

Como funciona a telemedicina?

Agora, você deve se perguntar: como funciona esse novo procedimento médico?

De uma coisa você pode ter certeza, é mais simples do que você pensa!

A telemedicina funciona por meio de um software, ou seja, uma plataforma com a tecnologia necessária para conectar médicos e pacientes à distância. 

Para isso, você precisa de uma plataforma inteligente de agendamentos de consultas, prontuário eletrônico, e, também, que faça videoconferência.

Afinal, como você vai atender seus pacientes sem poder vê-los do outro lado da tela, não é mesmo?

Comece a usar a telemedicina com a TI Saúde

Aqui vai uma dica para você, médico, que está iniciando sua jornada na telemedicina: busque sempre humanizar o seu atendimento. 

A tecnologia está aí para ajudar, facilitar, simplificar a vida de muita gente. Mas, precisamos sempre humanizar o contato através dos canais digitais. 

Seu relacionamento com pacientes será o seu grande diferencial e aliado na telemedicina. Acredite!

Conheça os principais procedimentos médicos remotos

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, existem 10 tipos de procedimentos que a telemedicina abrange. São eles:

1- Telemedicina 

Como já falamos anteriormente, neste procedimento, o médico utiliza a tecnologia para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças, lesões e promoção de saúde, podendo ser realizado em tempo real, ou seja, ao vivo ou off-line.

2- Teleconsulta 

Já a teleconsulta, diferentemente da telemedicina, é feito somente em tempo real. Em outras palavras, precisa ser realizada ao vivo. 

Mas, atenção!

A resolução elaborada pelo Conselho Federal de Medicina, estabelece regras básicas para os procedimentos de teleconsultas.

Como, por exemplo, o paciente precisa concordar com este tipo de atendimento. 

Além, de claro, com o armazenamento das informações pessoais nos Sistemas de Registro Eletrônico/Digital das respectivas instituições

E, também, o encaminhamento ao paciente de cópia do relatório de atendimento, assinado digitalmente pelo médico responsável pelo teleatendimento. 

3- Teleorientação

Esse serviço foi amplamente utilizado durante o período da pandemia do COVID-19. 

A teleorientação permite que profissionais de saúde orientem a população em geral, esclarecendo dúvidas, prevenindo doenças e principalmente promovendo a manutenção da saúde da população. 

4- Telediagnóstico

É nada mais, nada menos, do que a emissão de laudo ou parecer de exames. 

Todavia, precisa ser realizado por um médico com Registro de Qualificação de Especialista (RQE) na área relacionada ao procedimento.

Portanto, fique atento(a)!

5- Teleinterconsulta

Este tipo de procedimento ocorre quando existe a troca de informações e/ou opiniões entre médicos, seja com ou sem a presença do paciente.

Normalmente é feito para auxílio diagnóstico, terapêutico, clínico ou cirúrgico.

Por exemplo, quando há casos de um médico precisar ouvir a opinião de outro especialista  sobre o estado de saúde do paciente.

6- Telemonitoramento

Apesar de pouco conhecido, ele é bastante comum em casas de repouso para idosos.

Isso porque, permite que um médico avalie as condições de saúde dos residentes à distância.

7- Teletriagem médica

Já a teletriagem médica ocorre quando o médico faz uma avaliação à distância dos sintomas do paciente. 

E, faz todo o direcionamento do paciente ao tipo adequado de assistência necessária que ele precisa buscar para solucionar o seu problema de saúde.

8- Teleconferência

Este tipo de procedimento é mais complexo, portanto, fique atento nas regras! 

A teleconferência é permitido somente quando a videotransmissão ou videoconferência é feita por um grupo de médicos.

Ou seja, toda a captação de imagens, dados e áudios. E, ainda, precisa ser realizada de forma ao vivo. 

9- Teleconsultoria

Na teleconsultoria, médicos, gestores e profissionais de saúde poderão trocar informações sobre procedimentos e ações de saúde. 

10- Telecirurgia

Por último, nós temos a telecirurgia. E, diferente dos demais, este  procedimento é feito por um robô que precisa ser manipulado por um médico à distância. 

E, por causa disso, a Resolução do CFM estabelece  que um médico, com a mesma especialidade do cirurgião remoto, participe do procedimento no local ao lado do paciente.

Isso porque, em caso de queda de energia ou até da própria internet, seja possível dar continuidade ao procedimento, garantindo a segurança do paciente.

Principais vantagens de adotar a telemedicina

Seja médico ou paciente, a telemedicina traz uma série de vantagens e benefícios para aqueles que utilizam. 

Melhora a experiência entre médicos e pacientes

É bem incomum paciente ligar ou mandar mensagem para o seu médico para tirar alguma dúvida, entre outras coisas.

Nem todo mundo consegue manter este tipo de contato, visto que os atendimentos são, geralmente, marcados via telefone por meio de um atendente.

Por isso, o mais comum é que médico e paciente tenham contato somente durante a consulta.

Mas, com a telemedicina isso muda um pouco!

Através da telemedicina você consegue ter um contato ainda mais próximo com o seu médico ou paciente. Melhorando assim, a experiência. 

Já pensou, com apenas um clique enviar mensagens para seus pacientes? relembrando a marcação? Ou até mesmo, você, paciente, entrar em contato com seu médico para esclarecimento de dúvidas? 

Isso tudo pode ser feito com a ajuda da telemedicina! 

Praticidade e flexibilidade

O sonho de todo médico é ganhar mais tempo para aproveitar mais a vida ao lado de amigos e familiares. E, com a telemedicina, isso é possível.

Já pensou em atender seus pacientes à distância? No conforto da sua casa? Pois é.

Ao utilizar a tecnologia ao seu favor, você tem mais flexibilidade e praticidade durante o seu trabalho. Pense nisso!

Aumenta sua fonte de renda

Com atendimento médico à distância é possível conseguir mais pacientes! 

Afinal, pessoas de qualquer lugar do país ou do mundo podem realizar uma consulta com você, médico(a), aumentando assim, a sua fonte de renda. 

Caso você queira entender ainda mais sobre a telemedicina, preparamos um material super completo que vai te guiar e te preparar ainda mais para esse novo mercado médico. Baixe agora gratuitamente!

Baixar guia rápido de Telemedicina

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário