Loading...

Passo a passo para fazer uma prescrição médica de qualidade

Médico segurando um laptop analisando a prescrição médica on-line.

 

A prescrição é um documento importantíssimo para a rotina dos profissionais de saúde. Além disso, é um dos primeiros passos para você criar um relacionamento com o seu paciente e se inserir na jornada dele.

Ainda que seja uma demanda comum na rotina médica, ainda assim precisa ser feita com cautela e excelência, pois interfere diretamente no resultado do tratamento. Além disso, essas orientações feitas de maneira adequada estimulam o paciente ao retorno da consulta, principalmente pela confiança já estabelecida.

Para te ajudar a garantir esse sucesso, separamos 6 passos principais para fazer uma prescrição médica de qualidade.

6 passos para fazer uma prescrição médica de qualidade

 

1. Defina o problema

Deixe o seu paciente ciente do diagnóstico dele, falando de forma objetiva e humanizada, principalmente para que o acolhimento seja a palavra-chave desse momento. 

2. Especifique os objetivos 

Antes mesmo de receitar qual é a medicação necessária que o seu paciente inicie, esclareça para ele qual é a meta através dela; se é a diminuição dos sintomas, a cura total do problema ou o controle da doença. 

3. Escolha o tratamento mais eficaz e seguro 

O seu paciente confia em você, logo, é fundamental que a medicação escolhida leve em consideração as particularidades dele, o seu histórico de saúde e como essa posologia pode ser a mais segura possível. 

4. Prescreva os medicamentos de forma legível 

Para que a sua comunicação com o seu paciente realmente seja alinhada à medicação dele, a legibilidade da prescrição faz toda a diferença; isso porque mesmo na atualidade ainda há casos de pacientes que ingerem medicamentos incorretamente por não entenderem a letra do profissional de saúde que receitou. 

5. Informe o paciente 

O seu paciente precisa sentir que está por dentro da jornada dele, por isso é imprescindível que você o informe sobre todas as etapas dadas, tanto da medicação como também sobre as próximas consultas.

O discurso didático dará o impacto necessário para que o seu paciente se sinta bem cuidado por você, assim como te indique para outras pessoas que ainda não conhecem o seu trabalho.

6. Monitore o tratamento

Para garantir o sucesso da prescrição, é importante que esse tratamento seja olhado sob o seu olhar profissional. Ainda nesse primeiro atendimento, se possível já marque uma consulta de retorno para o seu paciente para que ele retorne e você possa ver de perto a sua jornada. Principalmente, para ter um acompanhamento de como a medicação está resultando e como ele está se sentindo desde a primeira consulta.

O que deve ter na prescrição médica

Agora que você já tem um guia para emitir a sua prescrição, confira o que não pode faltar na sua prescrição médica

Cabeçalho 

Tanto pela organização, como pela identificação, o cabeçalho dará uma maior autoridade para sua prescrição e irá fazer com que seu paciente possa facilmente achar o receituário mesmo que o documento esteja no meio de outros.

Legibilidade 

Como citamos anteriormente, a legibilidade é um ponto chave para a sua prescrição e que pode, inclusive, colocar a vida do seu paciente em risco. Um recente estudo, feito em universidades brasileiras, constatou que cerca de 7.000 pessoas morrem por erros de medicação no Brasil, um dado alarmante e que impacta também a dinâmica de profissionais de saúde.

Dosagem 

A orientação de dosagem, assim como a prescrição do medicamento, é imensamente importante; visto que sem ela é possível que haja ruídos de comunicação, dúvidas no seu paciente, e possibilidade dele acabar se medicando de forma errônea. Por isso, ao escrever o seu receituário, sempre indique a dosagem correta que esse medicamento deve ser ingerido.

Duração do tratamento 

Identificar a duração do tratamento na prescrição também é importante para que, por algum motivo, o seu paciente não acabe ingerindo medicamentos que cortam o efeito da medicação sem querer; por isso, delimitar um tempo para o tratamento para o seu paciente é tão importante, tanto por ele ter a cautela de se medicar até o dia estipulado, como também para que não haja quaisquer efeitos reversos ao que você prescreveu anteriormente. 

Via de administração 

A via de administração também está entre as obrigatoriedades numa prescrição médica de qualidade, então, sempre deixe claro para o seu paciente qual é a adequada para a medicação que consta no receituário.

Caso o seu paciente nunca tenha feito tratamento com a via de administração que você prescreveu, dê orientações de como ele pode fazer isso de maneira segura e eficaz, principalmente porque uma via de administração incorreta pode fazer com que o tratamento não tenha resultado.

Posologia

Por fim, a posologia tem um destaque importante dentro desses pré-requisitos, isso porque ela informa restrições e outras indicações, o que significa que você precisa anteriormente buscar com seu paciente o seu histórico médico e as suas alergias para que nenhuma reação não esperada ocorra com ele quando ele iniciar a medicação. 

Caso você tenha demais dúvidas sobre o assunto, temos também outro artigo que explica detalhadamente sobre como você pode realizar prescrições de excelência para o seu paciente. 

Como ter acesso a prescrição digital gratuita?

Um recurso que soluciona alguns problemas citados neste texto, como o da falta de legibilidade e de organização dentro do seu receituário, é a prescrição digital gratuita. Nela é possível que o seu paciente consiga ter um melhor acesso, com melhor compreensão, além de ser uma ponte importante entre você e o profissional farmacêutico que irá atender o seu paciente após a consulta. 

A Ti.Saúde te proporciona o prescritor digital de forma gratuita dentro do nosso Plano Individual, permitindo mais cuidado para o seu paciente e mais praticidade para você. Acesse nosso site e realize o seu cadastro. A transformação digital te espera!

Deixe um comentário