Loading...

Dicas para criar um plano de marketing digital para profissionais de saúde

A área da saúde envolve diversos profissionais capacitados para ajudar a população a cuidar de doenças e, principalmente, para preveni-las e buscar qualidade de vida. Para divulgar esse excelente trabalho realizado em clínicas e hospitais, o marketing de saúde é essencial.

As pessoas buscam os serviços de saúde na internet, levando em conta indicações e referências da realização de um bom trabalho. 

Neste sentido, é importante que o profissional de saúde, assim como a instituição, pensem no investimento na produção de conteúdo para as redes sociais, assim como para sites e blogs, considerando as diretrizes desse setor para informações sobre o trabalho realizado.

Neste artigo, você conhecerá como é possível criar um plano de comunicação com ética e segurança para divulgar seu trabalho aos pacientes. Confira os detalhes a seguir!

Conheça os benefícios do marketing em saúde

Antes de falarmos sobre o processo de criação de um plano de comunicação para o marketing na área da saúde, é fundamental compreender quais são os benefícios da utilização dessas estratégias, seja em um clínica ou até em um hospital que realiza cirurgia de vesícula, por exemplo.

É importante ressaltar que os serviços de saúde não surgiram de agora. Pelo contrário, existem práticas milenares da medicina que são praticadas e que foram aprimoradas ao longo dos anos. 

Mas, se o cuidado médico já acontece há vários anos, por que se preocupar com marketing na área da saúde agora? 

Porque os clientes e pacientes estão buscando cada vez mais informações sobre cuidados e doenças, bem como por serviços de saúde no ambiente digital, seja por meio das redes sociais ou em sites. Com isso, estar nesse ambiente oferece mais credibilidade na realização dos serviços prestados. 

Além disso, podemos afirmar que investir em marketing na área da saúde é importante porque: 

  • Agrega credibilidade para o ambiente empresarial;
  • Oferece informação de qualidade para o paciente;
  • Permite tornar a marca uma autoridade no assunto;
  • Faz com que mais pacientes tenham interesse por seus serviços;
  • Conscientiza as pessoas acerca de temas importantes na área da saúde;
  • Fideliza os pacientes que já possuem contato com a marca.

Conheça os benefícios na prática

É muito importante que o profissional de saúde ganhe credibilidade ao longo dos anos pela realização de um serviço de qualidade, e isso pode ser divulgado por meio de ações de marketing. Uma especialização feita pelo profissional, um curso, um aperfeiçoamento na clínica, dentre outros pontos, merecem divulgação. 

Além disso, é preciso pensar nos diferenciais em todos os aspectos do empreendimento.

Por exemplo, considere que sua clínica recebe uma empresa de limpeza especializada para deixar o ambiente higienizado e para manter a biossegurança. Esse é um aspecto que pode ser trabalhado junto aos conteúdos.

Nesse contexto, o dia a dia desses profissionais pode ser exibido em suas redes sociais, por meio de stories que expliquem os cuidados que são adotados para tornar o local mais seguro para seus pacientes.

Além disso, estar no ambiente digital é a chance que você tem como profissional de divulgar informações de qualidade, que ajudem no processo de prevenção de doenças e que agreguem curiosidades sobre ações/procedimentos relacionados à especialidade. Isso permite estreitar um bom relacionamento com seu público, além de trazer mais autoridade para o trabalho da clínica.

Esse processo também é importante para promover a conscientização do seu público acerca dos motivos pelos quais eles devem procurar um determinado profissional de saúde, ou mesmo identificar cuidados extras com o corpo e mente, como, por exemplo, a realização de furos na orelha com especialistas e usar brincos com banho de prata em caso de alergia.

Nesse sentido, vale a pena produzir um conteúdo tirando dúvidas, explicando sobre os temas que fazem parte da área de interesse, apontar quais são as recomendações sobre um determinado procedimento e quais impactos eles trazem, dentre outros temas e formatos  

Isso também é importante para fidelizar as pessoas que já possuem contato com sua clínica – que podem compartilhar seu conteúdo, assim como interagir por meio de comentários sobre a qualidade do seu trabalho. 

Dessa forma, seus próprios pacientes contribuem para a validação dos serviços, o que agrega credibilidade, autoridade, confiabilidade nos serviços e, de modo geral, vários benefícios ao seu negócio.

Criando um plano de marketing para sua clínica de saúde

A partir do entendimento acerca dos benefícios em investir em marketing para a área de saúde, é importante ressaltar que essas dicas valem não somente para médicos, mas também para outros profissionais da área da saúde, como fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, dentre outros. 

Para ter sucesso nas redes sociais, assim como por meio da publicação de conteúdo em um site ou blog, é fundamental criar um plano de comunicação e marketing bem estruturado, claro e estratégico. 

Todo esse processo exige um planejamento e estudo prévio para identificar quem é o público, qual é o melhor conteúdo, quais formatos e canais usar e quais temas podem ser trabalhados.

Nos tópicos a seguir, traremos 6 dicas de comunicação que são essenciais para sua empresa de saúde.

  1. Escolha um formato e os canais de comunicação

    É muito importante que a empresa de saúde, assim como acontece em outros segmentos de venda de produtos e serviços, como uma câmara fria, pense no formato e nos canais de comunicação que serão utilizados para falar com o público antes de iniciar qualquer estratégia.

    Existem várias redes sociais, sites e até mesmo, meios físicos de comunicação (outdoors, panfletos, cartazes), que podem ser utilizados por sua empresa como uma estratégia para conquistar e captar novos pacientes.

    Contudo, isso requer uma análise sobre o melhor formato do conteúdo, se em texto, vídeo, áudio ou com uma mescla de material. 

    Além disso, escolher quais são os canais também é importante para um processo de manutenção posterior do conteúdo.

  2. Defina uma meta de comunicação

    Qualquer ação de comunicação requer metas, além de um processo de mensuração dos resultados.  Assim, é muito importante que o profissional de saúde tenha muito bem definido os motivos pelos quais ele deseja investir na área de comunicação. 

    As metas podem variar desde a identificação do número de seguidores, compartilhamentos e do engajamento com suas postagens, até o tempo de permanência e leitura de um artigo sobre um determinado assunto da saúde. 

    Com as metas e acompanhamento dos usuários também é possível verificar quais são os temas, conteúdos e canais que mais atraem e convertem. 

    Por exemplo, é possível identificar se os potenciais pacientes curtem mais temas técnicos, como o uso de balança comercial na medicina, ou mesmo se conteúdos com dicas práticas para manter a saúde no dia a dia são os que levam os seguidores a ligarem para a clínica.

    Desse modo, as metas são importantes para que você tenha um direcionamento sobre o que se pretende alcançar, qual o caminho para isso e, quando necessário, saber em quais aspectos é necessário fazer ajuste.

  3. Identifique as partes interessadas

    A identificação das partes interessadas se refere principalmente à delimitação do público-alvo da empresa e como se comunicar com ele da melhor forma. 

    Por exemplo, as pessoas que estão construindo um imóvel podem ter dúvidas e se interessar sobre um artigo sobre muro pré moldado

    Da mesma forma, quem tem diabetes ou hipertensão arterial, pode se interessar por conteúdos acerca da prevenção, tratamento e formas de ter mais qualidade de vida ao conviver com esses problemas. 

    No entanto, o público que busca a construção não necessariamente têm as mesmas características de alguém que está procurando sobre cuidados com a saúde. Mais ainda, a forma de falar com eles pode ser diferente. 

    Afinal, até mesmo dentro de um segmento há diferenças a serem consideradas. Por exemplo, um público de pediatria terá necessidades e formas de comunicação diferentes de um público que busca por cirurgião.

    Deste modo, na prática, isso quer dizer que os públicos de um determinado conteúdo são diferentes e, por isso, a segmentação é uma excelente estratégia para produzir os materiais com mais qualidade, por exemplo, trazendo dicas para os pais prevenirem doenças da época do inverno em crianças.

    Na área da saúde também existem especialidades, e, por isso, faz sentido que o médico pneumologista que é especializado em tratamento para pessoas fumantes crie um conteúdo mais voltado a essa atividade em que tem mais propriedade para atuar. 

    Identificar o público-alvo faz com que sua mensagem seja direcionada e atinja as pessoas que são necessárias para conseguir engajar o material e atrair novos pacientes qualificados -ou seja, que buscam (ou precisam) desse tratamento de alguma forma

  4. Identifique as diferentes formas de comunicação

    Existem várias formas de se comunicar com o público e, nesse sentido, o marketing de conteúdo é essencial. 

    O Marketing de Conteúdo e o conteúdo educacional são maneiras inteligentes de atrair novos clientes, desde um negócio de selante para radiador, até pacientes para o seu negócio de saúde. 

    Afinal, quando falamos de Marketing Digital, o foco é geração de valor para o usuário final — nesse caso, o paciente.

    Por isso, é muito importante identificar que tipo de conteúdo será produzido. Por exemplo, se será um texto sobre prevenção de uma determinada doença, um stories com dicas mais rápidas, vídeos ou entrevistas para aprofundar sobre um determinado tratamento, dentre outros. 

    Lembre-se que cada formato é direcionado para um público ou conforme o objetivo, bem como pode trazer maior ou menor potencial de alcance, conforme a plataforma usada. No instagram, por exemplo, os vídeos rápidos apresentam um maior destaque atualmente.

  5.  Determine a frequência da comunicação

    Não basta apenas ter uma rede social ou um site para publicar conteúdos diversos e sobre diferentes temas, é necessário planejar as postagens e determinar a frequência da comunicação.

    Os conteúdos precisam ter periodicidade, levando em conta o melhor horário para publicação, os dias da semana, além de todo um processo de monitoramento. 

    Isso quer dizer que é essencial que a empresa de saúde crie estratégias para falar com o público-alvo, mas também pense na frequência com que esse assunto será transmitido. 

    Nesse caso, as redes sociais oferecem estratégias e processos de visualização das melhores ações para o negócio. Além disso, também é possível contar com profissionais para definir um calendário mais claro e efetivo para as estratégias traçadas.

  6. Determine quem dará as atualizações na comunicação

    Assim como o AVCB bombeiro é emitido pelo corpo de bombeiros para atestar segurança de um local acerca da prevenção de incêndios, os profissionais da área de comunicação e marketing são as pessoas mais adequadas para te ajudar no processo de criação, monitoramento e atualização do plano de comunicação e marketing. 

    Por isso, é essencial contar com uma equipe especializada, que possa te auxiliar nesse processo, assim como ajudá-lo a atingir bons resultados. 

    Esses profissionais também podem oferecer mentorias sobre o melhor conteúdo a ser divulgado em cada canal, quais temas relacionados a área podem ser abordados para alcançar usuários e quais melhores formatos e cronogramas a serem seguidos.

    Esse texto foi revisado pela Ti.Saúde e originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos

Deixe um comentário

Top