TI Saúde blog

Slow medicine: saiba como aplicar em sua clínica

homem olhando para o computador

O que é slow medicine?

É muito importante para a sua autoridade profissional e também capacidade de reinventar estar por dentro das tendências da medicina. Por isso, hoje viemos te explicar sobre uma que está se sobressaindo entre os profissionais de saúde mais bem engajados no mercado.

O slow medicine, termo em inglês para a chamada medicina sem pressa, é um conceito que aborda a medicina feita de maneira desacelerada, focando mais na humanização do atendimento do que na quantidade de pacientes em si; aperfeiçoando a performance do profissional de saúde e também na sua capacidade de assistência do paciente. 

Ao falar dos pontos principais do slow medicine é preciso destacar 3 pilares: a prática da medicina sóbria, respeitosa e justa. No ponto da sobriedade, a medicina mais moderada e que prioriza o que é essencial, inclusive pautando a economia de recursos.

Tendo em vista o respeito, a atenção às preferências do paciente impactam diretamente na abordagem do slow medicine, visando ter um panorama de acolhimento dentro do relacionamento com ele. Por fim, no quesito justiça, o profissional deve estabelecer sempre o princípio da igualdade, promovendo a todos os seus pacientes o mesmo atendimento, visando o cuidado e a qualidade do seu serviço.

Os 10 princípios de slow medicine

1. Tempo

Na slow medicine o tempo está centrado no seu paciente e nas necessidades dele, dedique o seu tempo de consulta para ouvir o que o seu paciente tem a dizer, seu histórico de saúde e faça-o participar da jornada do seu cuidado junto com você.

2. Individualização

Cada paciente tem suas particularidades, por isso no conceito de slow medicine a visão mais personalizada do paciente está entre as principais perspectivas, focando no desenvolvimento do relacionamento com cada paciente e principalmente em como tratar as suas especificações da forma mais humanizada possível.

3. Autonomia e autocuidado

Na trajetória do seu paciente com você é muito importante que ele se sinta no controle dessa jornada de tratamento, por isso a autonomia e o autocuidado prioriza os valores desse paciente, as expectativas dele a cada atendimento, assim como também a sua rede de apoio; em casos extremos, por exemplo, esse último ponto faz toda a diferença. 

4. Conceito positivo de saúde

Colocar a saúde como o centro da atenção e não a doença é uma característica  intrínseca ao slow medicine, não só pela ideia de cuidar e ouvir o paciente além de tratá-lo, mas também para construir uma estratégia de prevenção junto a ele e promover dentro dessa conexão o estímulo para que ele viva mais e melhor.

5. Prevenção

Na tendência slow medicine o cuidado da saúde não é limitado apenas ao momento da consulta; por isso dentro do relacionamento com o paciente são criados estímulos para que o paciente tenha bons hábitos de saúde, como uma alimentação balanceada, pratique exercícios físicos, priorize a sua saúde mental e também tenha uma visão mais consciente sobre o cuidado do próprio organismo. 

6. Qualidade de vida

Por não dar preferência ao quantitativo de pacientes, o slow medicine permite que o profissional de saúde possa observar de maneira mais clara como ele está administrando os seus pacientes atuais e se ele está conseguindo fazer um bom desempenho com eles. Além disso, no âmbito da relação junto a estes, o slow medicine também acredita que é preciso sabedoria ao pontuar observações clínicas, sempre pondo em foco a recepção do seu paciente quanto ao que irá ser dito.

7. Medicina integrativa

Alinhar os recursos da medicina tradicional aos da medicina integrativa, além de fazer parte da tendência, também é uma alternativa utilizada por muitos profissionais de saúde que têm autoridade no cenário médico hoje. Neste âmbito, dentro do slow medicine isso é tratado de forma crítica, tendo como base evidências científicas, e colocando a segurança do paciente sempre como a maior prioridade. E mais, no quesito comunicação, sempre deixando claro para o paciente que nem sempre alguns tratamentos serão bem sucedidos e evitando metáforas que falem de luta ou guerra contra a doença, dando preferência a falar sobre recuperação, equilíbrio e harmonia.

8. Segurança 

O quanto o paciente estará seguro dentro do tratamento dele é a maior prioridade para o profissional de saúde. Por isso, mesmo obtendo uma relação fortalecida com o paciente, sempre que julgar necessário o médico deve abster-se de intervir. Além disso, como já citado acima, ao prescrever tratamentos ele deve sempre visar o quanto o paciente estará seguro para iniciar a medicação recomendada, sempre esclarecendo sobre possíveis efeitos colaterais e também, em casos mais extremos, deixar o paciente com o conhecimento de qual tratamento seria o mais doloroso ou não para ele.

9. Paixão e compaixão

Um dos aspectos mais importantes para que um profissional de saúde realmente consiga estabelecer um cuidado mais humanizado do paciente está, primeiramente, em como ele se encontra na paixão pela profissão. A partir dela, a compaixão e a empatia pelo paciente deve também tomar lugar, buscando sempre a assistência humanizada da saúde dele e lembrando-o que não está sozinho na sua jornada de cuidado.

10. Uso parcimonioso da tecnologia

Ainda que a tecnologia possa parecer algo frio para os profissionais mais tradicionais, ela pode ser uma alternativa para o exercício do slow medicine através da telemedicina. 

Através dessa ferramenta dentro da telessaúde, é possível que um profissional de saúde possa cuidar do paciente indo além das barreiras geográficas, com mais comodidade e também promovendo que ele possa buscar o cuidado da saúde sem precisar ficar longe da própria família. Num consultório online, por exemplo, o profissional de saúde pode emitir o laudo do paciente à distância, assim como também acompanhar o histórico de saúde dele.

Agora você já conhece o slow medicine e também já sabe como a saúde digital pode te ajudar a ingressar nessa tendência, então, é hora de conferir uma plataforma clínica que possui todos os recursos citados acima e irá garantir um atendimento e relacionamento de excelência com os seus pacientes.

O Ti.Clinic é a plataforma mais completa do mercado e traz para você a saúde do futuro com a distância de um clique. Clique aqui e teste por até 15 dias gratuitos!

 

Compartilhe nas redes sociais